Fitossanidade

 

Combater a Lagarta do Pinheiro

 
 

Tratamento da Lagarta do Pinheiro | Tratamento de Pinheiros | Método de Micro Injecção do Tronco (Endoterapia vegetal)

 
  • Possibilidade de aplicação sem restrições climáticas;
  • Chega rapidamente a todas as zonas dos pinheiros, independentemente do porte dos mesmos;
  • Inexistência de resíduos no ambiente;
  • Menor aplicação de produto; Isenção de quaisquer riscos, quer para o aplicador, quer para os utentes;
  • Adição de fltonutrientes, emulsionante, concedendo um vigor excepcional às árvores;
  • A matéria tóxica é fotodegradável, pelo que não oferece quaisquer riscos, quer para os recursos hídricos quer para os seres animais;
  • Substancia activa homologada pela DGADR;
  • O serviço, é efectuado por técnicos acreditados pela DGADR (produtos fitofarmacêuticos) e a BCV possui seguro de responsabilidade civil conforme imposição legal;
 
 
 

Doenças das Árvores

 
Procura tratamento de Árvores?
Tratamento das doenças e pragas das árvores?
Somos especialistas em Fitossanidade!
 

Contacte-nos!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tratamento de Pinheiros e Palmeiras

 
TRATRAMENTO DA LAGARTA DO PINHEIRO
TRATRAMENTO DA LAGARTA DO PINHEIRO
LAGARTA DO PINHEIRO
LAGARTA DO PINHEIRO
SERVIÇO DE COMBATE A NINHOS
SERVIÇO DE COMBATE A NINHOS
PROCESSIONÁRIA
PROCESSIONÁRIA
 
 
 

Principais Zonas de Intervenção

 
  • Setúbal
  • Sesimbra
  • Almada
  • Lisboa
  • Sintra
  • Oeiras
  • Montijo
  • Santarém
  • Leiria
  • Évora
  • Odemira
  • Beja
  • Cascais
  • Estoril
  • Algarve
 
 
 
 
 
 

Combate a afideos, aranhiço vermelho e outras pragas e doenças em plantas ornamentais/jardins em espaços públicos

 
 

Método de Micro Injecção do Tronco (Endoterapia vegetal)

 
Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos pelo Método de Microinjeção sem Restrições de Aplicação nos Espaços Públicos.

O meio ambiente é um tema cuja consciencialização é crescentemente notória, pelo que o controlo e inibição de práticas ofensivas tende igualmente a progredir. As restrições atualmente impostas às aplicações de produtos fitofarmacêuticos por pulverização nos espaços públicos são um exemplo que sustenta esta consciencialização. Em alternativa, a B.C.V. solicitou à DGAV autorização para aplicação de produtos fitofarmacêuticos pelo método de microinjeção no combate a doenças e pragas em árvores e arbustos ornamentais nos espaços públicos. A conceção desta autorização permite-nos agora olhar o futuro com muito otimismo, quer no que respeita a preservação das árvores e arbustos ornamentais, assim como para os utentes dos espaços públicos. Pelo método de endoterapia vegetal(microinjeção do tronco), podemos oferecer um serviço de combate a pragas tais como: afídeos, aranhiço vermelho e outras pragas e doenças em plantas ornamentais, como jacarandás, catalpas, ulmeiros, choupos, castanheiro-da-índia, etc. Pode tratar as suas plantas em jardins e espaços públicos sem pulverizações e emissões de resíduos tóxicos, dado que as substâncias aplicadas pelo método de microinjeção são fotodegradáveis (degradam-se à exposição da luz).
 
 
 
Método de Micro Injecção do Tronco
Método de Micro Injecção do Tronco
Método de Micro Injecção do Tronco
Método de Micro Injecção do Tronco
 
 
 
 
 
 

Combater Nemátodo do Pinheiro

 
 

Método de Micro Injecção do Tronco (Endoterapia vegetal)

 
  • Trate apenas pinheiros bravos saudáveis com mais de 20cm de DAP
  • Árvores que já apresentem sintomas de DMP não devem ser tratadas
  • Trate todos os pinheiros saudáveis em parques nacionais, campos de golfe, áreas turísticas e públicas
  • Trate as árvores entre o início de Novembro e o fim de Março do ano seguinte
  • Arvoredo de pinheiros bravos expostos ao maior risco de DMP devem ser tratados com prioridade
  • Dentro dos 20 km da zona tampão ao longo de toda a fronteira com Espanha
  • Os identificados pelas autoridades florestais portuguesas como Zonas Afectadas
  • Todos os pinheiros à volta de aglomerados de madeira em todo o país
  • Adjacentes a qualquer tipo de estrada
  • Árvores em pinhais puros de pinheiros bravos puros
  • Árvores em pinhais com lenha cortada e áreas à volta de indústrias de processamento de madeira
  • Árvores próximas de arvoredo queimado por incêndios florestais
 

Algumas excepções

 
  • Arvoredos mistos (arvoredo que consista em diferentes espécies de pinheiros e/ou outras árvores) não são atractivos para o NMP, mas arvoredos de pinheiros bravos puros são. E por isso que têm de ser tratados com prioridade
 

Outras recomendações importantes

 
  • É aconselhável uma revisão e monitorização anual às árvores tratadas com Pursue
  • Associações florestais podem candidatar-se aos fundos PRODER para custear a Micro Injecção de árvores com Pursue como parte da prescrição da PRODER como tratamento preventivo com químicos contra a DMP (Diário da República, 1ª série-N.° 196-9 de Outubro de 2008; subacção n.° 23.3.3E)
  • Juntamente à verificação visual, pode ser considerada uma precaução adicional que identificará a presença de NMP. Isto implica enviar uma amostra de 100 g de madeira para os laboratórios da INRB, Universidades de Évora ou Coimbra
  • Dentro das áreas afectadas com DMP, trate todos os pinheiros, excepto aqueles com menos de 20 cm de DAP
  • Melhore o seu sistema de monitorização do insecto vector com 1-2 armadilhas de feromonas por hectare quando possível
 
 
 

Escaravelho das Palmeiras

 
Tratamento de árvores1
Tratamento de árvores1
Tratamento de árvores2
Tratamento de árvores2
Tratamento de árvores3
Tratamento de árvores3
Tratamento de árvores4
Tratamento de árvores4
Tratamento de árvores5
Tratamento de árvores5
Tratamento de árvores6
Tratamento de árvores6
 
 
 
 
 
 

Tratamento Contra o Escaravelho das Palmeiras

 
 

Tratamento de Palmeiras | Método de micro injecção e chuveirada

 
O escaravelho das palmeiras é de difícil controlo, uma vez que o seu ciclo biológico se mantém durante todo o ano o que permite que tenha uma grande capacidade reprodutiva. Num ano, para o nosso clima, podem existir 3-4 gerações e cada fêmea põe em média cerca de 300 ovos por postura. Os sintomas da sua presença só se tornam visíveis quando o nível de infestação já é grande e ainda, como as larvas se encontram no interior da planta as aplicações foliares com insecticidas têm uma eficácia muito reduzida.

O combate a esta praga, a qual é considerada pela União Europeia praga de combate obrigatório, passa acima de tudo pela prevenção da infestacão de palmeiras sãs. Uma vez que os tratamentos curativos têm eficácia parcial. A empresa B.C.V. — Produtos de Manutenção Industrial e Serviços, Lda., sediada em Setúbal, dispõe de uma solução para o controlo desta praga, através de um tratamento preventivo/curativo baseado na Micro injecção do tronco com excelentes resultados.
 
 
 

Escaravelho das Palmeiras

 
TRATAMENTO DE PALMEIRAS
TRATAMENTO DE PALMEIRAS
TRATAMENTO DO ESCARAVELHO DE PALMEIRA
TRATAMENTO DO ESCARAVELHO DE PALMEIRA
MICRO INJECÇÃO | TRATAMENTO DE PALMEIRAS
MICRO INJECÇÃO | TRATAMENTO DE PALMEIRAS
TRATAMENTO DE PALMEIRAS
TRATAMENTO DE PALMEIRAS
LARVA | ESCARAVELHO | PRAGAS
LARVA | ESCARAVELHO | PRAGAS
TRATAMENTO DO ESCARAVELHO DE PALMEIRA
TRATAMENTO DO ESCARAVELHO DE PALMEIRA
SERVIÇOS DE TRATAMENTO DE PALMEIRAS
SERVIÇOS DE TRATAMENTO DE PALMEIRAS